Documento sem título
   
 
 
 
 
 
 
Rua Anchieta, 355 - Jundiaí-SP
 
 
Nesta sessão você encontrará notícias e artigos para manter sua saúde sempre em dia!
 
22/05/2020
Vitamina D na quantidade ideal

Além da exposição ao sol, uma série de alimentos naturais como salmão, sardinha, ostras, vegetais, gemas de ovos, cogumelos e leite também são responsáveis por garantir boas doses de vitamina D para o organismo.

O nutriente é conhecido por ser um dos mais relevantes para a saúde dos ossos, músculos e dentes - mas assim como tudo na vida, não deve ser consumido em excesso. A questão é: como podemos obter a quantidade ideal de vitamina D no corpo? Nós entrevistamos o nutrólogo Fernando Cerqueira para entender melhor sobre o assunto. Confira!

Absorção de vitamina D também depende de fatores como idade, estado de saúde, peso e cor da pele

Nós já sabemos que alimentação e sol são dois elementos importantes para absorver a vitamina D no organismo. Mas, de acordo com o nutrólogo, a absorção completa do nutriente também depende de outros fatores.

Quando se trata do tempo necessário de exposição ao sol, por exemplo, Fernando Cerqueira afirma que não há uma quantidade exata, e que ela depende de cada indivíduo. "Idade, estado de saúde, peso, cor da pele e até região onde se vive influenciam.

Para adultos saudáveis, em geral, recomenda-se tomar sol pelo menos três vezes por semana, sem aplicação de protetor solar na área a ser exposta, pois ele impede a capacidade de produzir vitamina D. São necessários, em média, de 15 a 20 minutos diários para quem tem pele branca, até 1 hora para quem tem pele negra e cerca de 30 a 40 minutos para quem tem um tom de pele intermediário", explica.

Vale lembrar que o melhor horário para tomar sol é entre 10h e 15h devido ao ângulo de incidência dos raios solares na pele.

Mas afinal, qual é a quantidade ideal de vitamina D?

Segundo Fernando Cerqueira, o primeiro passo é entender a importância da vitamina D para o bem-estar do nosso corpo. "A vitamina D, na verdade, é um hormônio que regula 229 genes de nosso corpo", afirma o especialista. Isso significa que, sem ela, o nosso organismo não funciona corretamente.

Para se ter uma noção, a deficiência da vitamina pode causar problemas como osteoporose (graças à dificuldade de absorção do cálcio), raquitismo, diminuição na produção de insulina e até uma piora no quadro das pessoas que sofrem de diabetes tipo 2.

De acordo com o nutrólogo, "O valor esperado no exame de sangue é de 30-50 ng/ml [nanograma por mililitro]. Acima disso pode ser intoxicação", finaliza.

Por que o excesso do nutriente faz mal ao organismo?

Enquanto a ausência de vitamina D pode desenvolver diversas complicações, o excesso do nutriente também é um fator preocupante. De forma resumida, Fernando Cerqueira explica que "O cálcio (absorvido pela vitamina D) pode depositar-se em todo o organismo, especialmente nos rins, e ocasionar lesões permanentes.

Assim, o excesso pode fazer mal por aumentar a emissão de urina, fraqueza, nervosismo e hipertensão arterial". No fim, faça exames de sangue com a regularidade indicada pelo seu médico para ter certeza que os níveis de vitamina D então dentro do recomendado.

Fonte: Conquiste sua Vida



 
Documento sem título
           
 
Telefone: (11) 3379-4321 / 4521-9858
Rua Anchieta, 355 - Jundiaí-SP

contato@aguamel.com.br
 
Receba em seu e-mail nossas promoções, lançamentos e dicas de saúde!
Home | Agua Mel | Produtos | Canais | Orçamento | Contato
   
Copyright © 2013 - Todos os direitos reservados
Produzido por FrameSet
 
Aceitamos: